Logotipo Site Ana Sousa
Search
Close this search box.

4D´s que fazem toda a diferença no Emagrecimento

Estes 4 D´s podem fazer toda a diferença no seu emagrecimento e na sua mudança comportamental com sucesso a longo prazo. Saiba o que é!
4D´s no Emagrecimento

Quero mudar!

 É um dos pensamentos que muitas vezes está presente na nossa mente. Mas na verdade nem sempre temos ações congruentes com essa vontade de mudar. 

Porquê que isso acontece? 

É o que vai poder descobrir ao longo deste artigo. Além disso, ficará ainda a conhecer algumas estratégias para conseguir modificar o seu comportamento e não ficar apenas pelo desejo de mudar.

A importancia dos 4D´s no emagrecimento

São muitas as vezes que na sua mente surge a vontade de mudar, mas nem sempre o seu comportamento, ou seja, as suas ações, acompanham essa vontade. 

Existem vários fatores que tem impacto na mudança de comportamentos como os seus valores, emoções, motivações e crenças. É todo este conjunto que lhe permite tomar a decisão de deixar ou não a sua zona de conforto e a atingir os seus objetivos tal como deseja.  Mas nem sempre é fácil deixarmos essa zona de conforto, uma vez que, nessa zona existe estabilidade, previsibilidade, conforto, segurança e controlo.

 Estas são as principais causas de resistência à mudança. Mas agora eu apresento-lhe a seguinte situação:

 Você que está neste momento a ler este artigo não se sente realizado e pelo contrário sente-se aborrecido(a) e frustrado(a) por não estar a evoluir. O que deve fazer? Continuar na sua zona de conforto ou mudar?

1º- Diagnose Change

Diagnóstico – Identifique o problema

Quando queremos modificar um comportamento a primeira coisa que deve fazer é identificar o problema que está por detrás desse desejo de mudança, pois caso não identifique nenhum problema vai ser difícil mudar porque para si tudo parece estar bem.

Mas repare que nem sempre tudo o que parece é (Diagnose Change). Muitas vezes, é difícil identificar o problema, por isso, deixo-lhe algumas perguntas-chave que pode utilizar sempre que necessário. Por exemplo:

“Porquê que eu quero mudar?”

“Qual é o problema?”

“Porquê que isso é um problema?”

“Como me sinto perante esse problema?”

“Quais os comportamentos que levam a esse problema?”

Identifique o Problema - Exemplo

Vou agora apresentar-lhe uma situação-exemplo para lhe explicar concretamente a mudança comportamental.

Imagine que nos últimos meses tem se apercebido que quando está ansioso(a) come compulsivamente doces, chocolate, bolachas, etc. o que lhe está a dificultar o processo de emagrecimento.

Nesta situação, o problema é comer compulsivamente para controlar a sua ansiedade. Se pensar um pouco das últimas vezes que isso aconteceu facilmente identifica que após esse comportamento ficou frustrado(a), envergonhado(a) e triste consigo próprio(a).

Desta forma, é fácil responder à questão “Porquê que quero mudar?” Porque sabe que não deve utilizar a comida como escape da ansiedade e além disso sabe também que está a prejudicar a sua saúde física. Assim, consegue entender que o que o leva ao problema é não ter estratégias de cooping para lidar com situações ansiosas.

2º - Decide Change

Decisão de Mudar

Depois de identificar o problema temos de tomar a decisão de mudar. Para mudar o seu comportamento tem de definir o momento a partir do qual passa a agir de forma diferente, ou seja, “Quando vai começar a trabalhar no problema?” E aqui deixo-vos uma frase muito conhecida “Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje”.

Neste momento, convido-o também a fazer a Balança da Decisão, isto é, a pensar sobre os custos e os benefícios de mudar o comportamento e de ficar exatamente na mesma. Depois de completar a tabela vê o que peça mais na sua decisão final.  Neste momento, tem também de pensar nos novos comportamentos a adquirir e definir estratégias para contornar os obstáculos que possam surgir no processo de mudança.

Decida Mudar - Exemplo

Vamos voltar à situação-exemplo:

Pegue na Balança da Decisão e enumere as vantagens e desvantagens de procurar ajuda profissional para aprender a lidar com a ansiedade bem como as vantagens e desvantagens de continuar exatamente com o mesmo comportamento.

De seguida, vai refletir nos obstáculos que poderão surgir? Aqui posso dar o exemplo da desmotivação por não ver resultados imediatos. Mas lembre-se que tudo isto é um processo, por isso, deve apaixonar-se pelo processo de mudança e não apenas pelo resultado final.

3º - Display Change

Faça a Mudança Acontecer

Depois destas duas fases vem a mudança propriamente dita. Aqui é importante começar a refletir se realmente está a colocar em prática os novos comportamentos que definiu na etapa anterior e se as estratégias que definiu para controlar os obstáculos estão a ser eficazes.

Além do mais, nesta fase, você deve refletir sobre como se sente depois de substituir os seus comportamentos antigos pelos novos comportamentos.

Faça a Mudança Acontecer - Exemplo

Imagine novamente a situação-exemplo.

Nesta altura, já deve ter iniciado o seu acompanhamento psicológico e nutricional.

O primeiro para o ajudar a identificar a causa da sua ansiedade e ensinar-lhe as estratégias para a controlar de forma adaptativa.

O segundo para lhe dar um plano alimentar que o ajudará no processo de emagrecimento de forma saudável. Depois de tudo isto é importante que avalie como se está a sentir e talvez a resposta seja mais feliz e mais motivado.

4º - Deliver Change

Entregue-se à Mudança

A última etapa pode ser definida como o entregar-se totalmente à mudança.

Aqui fazemos uma avaliação de como os novos comportamentos o estão a beneficiar. No caso do exemplo que tenho vindo a dar os novos comportamentos não só o ajudaram a controlar a sua ansiedade como o ajudarão no processo de emagrecimento.

Além disso, deve refletir de como se sente em relação a essa mudança e pensar como continuará a exibir os novos comportamentos, mas nunca se esqueça que a mudança é um processo e, por isso, deve estar sempre atento a comportamentos que possam ter de ser substituídos ao longo do percurso.

Para finalizar este artigo sobre a mudança de comportamentos importa referir que nenhuma mudança é linear, isto é, podem acontecer retrocessos.

Se isso acontecer lembre-se que a consistência cria o hábito e continue a dar o seu melhor todos os dias.

O seu melhor chega!

Espero que consigam com estas estratégias mudarem os vossos comportamentos e assim terem uma vida mais leve e tranquila.

Tambem vai gostar:

Siga-nos

Olá

O meu nome é Ana Sousa, sou nutricionista e acredito que a alimentação saudável traduz-se num estilo de vida que promove o nosso bem-estar físico e psícologico e que a melhor maneira de garantir saúde e bem-estar não é a partir de dietas, mas pela adoção de bons hábitos a partir da reeducação alimentar.

Não podes perder!

Preenche os dados para receberes este ebook gratuito!