Logotipo Site Ana Sousa
Search
Close this search box.

A Ansiedade não é uma Desculpa

A ansiedade patológica pode ser uma doença altamente incapacitante, com sintomas físicos e psicológicos intensos associados. Saiba Mais!
O que é a Ansiedade

No dia-a-dia são muitas as situações que nos provocam angústia, preocupação, insegurança e tensão, aumentando consequentemente os níveis de ansiedade. Assim, sendo a ansiedade uma emoção tão caraterística dos nossos dias, neste artigo decidi falar sobre o que é, como se manifesta, algumas das suas causas e ainda como pode e deve ser tratada.

Tudo sobre Ansiedade

O que é?

A ansiedade é uma emoção universal e comum, caraterizada por pensamentos orientados para o futuro, isto é, a ansiedade aparece quando as pessoas enfrentam situações novas ou antecipam uma mudança de vida, como por exemplo, mudar de emprego

Quais são os sintomas?

Um estado de ansiedade, pode dispoletar sintomas fisicos e ou psicológicos:

Sintomas da Ansiedade

Sintomas Fisicos da Ansiedade

  • Taquicardia;
  • Aperto ou dor no peito;
  • Dificuldade em respirar;
  • Tensão muscular;
  • Suores frios;
  • Tonturas;
  • Sensação de desmaio;
  • Tremores e náuseas.

Sintomas Psicológicos da Ansiedade

  • Nervosismo;
  • Irritabilidade;
  • Preocupação constante;
  • Dificuldades de concentração;
  • Insónia;
  • Pensamentos negativos e catastróficos;
  • Compulsão alimentar;
  • Comportamentos de fuga ou evitamento.
Já sentiu algum destes sintomas? Diga-me nos comentários quais.

As consequências da Ansiedade

As consequencias da ansiedade

A ansiedade é uma emoção normalmente limitada no tempo e desaparece quando o evento desafiante termina.

Em níveis moderados a ansiedade tem uma função adaptativa e protetora, na medida em que nos ajuda a identificar situações de perigo e a enfrentá-las da melhor forma.

Mas, níveis elevados de ansiedade podem interferir negativamente com a sua capacidade de desenvolver atividades diárias como, por exemplo, sair de casa e ir trabalhar, fazer apresentações públicas ou até mesmo andar de transportes públicos.

Além disso, niveis elevados podem causar sofrimento físico e psicológico, e quando assim é estamos perante uma perturbação de ansiedade que necessita de ser trabalhada.

Tipos de Ansiedade

Existem diferentes formas da ansiedade se manifestar apresentando diferentes sintomas, por exemplo:

  • Perturbação obsessiva-compulsiva;
  • Ansiedade generalizada
  • Ansiedade social;
  • Fobias, etc.

Mas nem sempre as pessoas reconhecem que estão perante uma perturbação de ansiedade e, por isso, não procuram ajuda o que leva a um agravamento da sintomatologia ansiosa.

Já outras pessoas reconhecem os sintomas ansiogénicos, mas tentam resolver a situação apenas com medicação como, por exemplo, os ansiolíticos. No entanto, estes medicamentos aliviam o desconforto causado pela ansiedade, mas não resolvem a causa. 

É importante, juntar o útil ao agradável e ao mesmo tempo que toma os ansiolíticos recorrer a um acompanhamento mais profundo que para além de o ajudar a descobrir a causa da sua ansiedade lhe vai fornecer estratégias para controlar a mesma.

Como tratar?

Para tratar a ansiedade é fundamental descobrir a sua causa. Assim, se não consegue descobrir a causa sozinho(a) é fundamental recorrer a profissionais de saúde especializados como, por exemplo, psicólogos e psiquiatras.

Estes profissionais ajudá-lo-ão a descobrir os gatilhos emocionais que estão na base da sua ansiedade, através da sua história de vida e definirão um acompanhamento personalizado ao seu caso.

Aprenda a reconhecer e a lidar com a Ansiedade

Potênciais causas da Ansiedade

As mudanças da vida podem provocar ansiedade

Vou deixar aqui alguns exemplos de possíveis causas da ansiedade.

  • Problemas físicos e biológicos (ex. alterações hormonais)
  • Alterações no contexto profissional (ex.: desemprego, mudança de emprego) ou escolar (ex.: testes)
  • Fatores familiares (ex. nascimento de um filho, problemas no casamento, divórcio)
  • Fatores pessoais (ex. orientação sexual) e situações traumáticas na infância (ex. negligência).

As causas aqui apresentadas podem não corresponder à causa da sua ansiedade, isto porque, cada pessoa é única, tem a sua própria história de vida e as suas próprias experiências.

O que pode fazer para controlar a ansiedade?

Não poderia terminar este artigo sem deixar aqui algumas técnicas que o(a) podem ajudar a controlar a sua ansiedade, mas aviso que nenhuma delas substitui um acompanhamento psicológico personalizado.

Assim, algumas das técnicas mais utilizadas para diminuir a ansiedade são:

  • Respiração diafragmática;
  • Técnica dos 5 sentidos;
  • Relaxamento muscular;
  • Mindfulness;
  • Diálogo interno positivo.

Estas e outras técnicas são aprofundadas no tratamento da ansiedade.

O que vai fazer por si? Dê o próximo Passo

Se leu este artigo até ao fim e conseguiu perceber que está perante uma perturbação de ansiedade então permita-se dar o próximo passo. Procure ajude especializada porque como Karyne Santiago disse:

“Você não precisa de suportar tudo sozinha sempre…Peça ajuda quando não aguentar a carga. Cuide da sua saúde mental!”.

Uma psicóloga pode-o(a) ajudar.

Psicologa Eduarda Figueiras

A nossa Psicologa, Drª Eduarda está disponivel para tirar as suas dúvidas.

Tambem vai gostar:

Siga-nos

Olá

O meu nome é Ana Sousa, sou nutricionista e acredito que a alimentação saudável traduz-se num estilo de vida que promove o nosso bem-estar físico e psícologico e que a melhor maneira de garantir saúde e bem-estar não é a partir de dietas, mas pela adoção de bons hábitos a partir da reeducação alimentar.

Não podes perder!

Preenche os dados para receberes este ebook gratuito!